Fontes para Programação IV

Finalizando o assunto das fontes para programação posto aqui algum dos resultados obtidos após a re-configuração da FreeType. A fonte Consolas ainda é a minha preferida, entretanto, outras fontes que eu sequer considerava adequadas para programar, como a Andale Mono e a Anonymous ficaram muito mais legíveis.
Fontes: Andale Mono, Anonymous, Consolas, Courier, Monaco, Proggy Clean, Proggy Clean (Bold Ponctuation), Square SZ.

Fontes para Programação III

Prosseguindo com o assunto das fontes, aproveito para mostrar como permitir que fontes “pixel-based” trabalhem bem com o FreeType. Essas fontes não trabalham bem com o hinting da BCI ou com o auto-hinting e não suportam anti-aliasing, ficando completamente borradas e/ou ilegíveis.
Neste caso, é preciso desabilitar o hinting e o anti-aliasing especificamente para essas fontes, sem desabilitar essas funcionalidades para as outras fontes. Um exemplo usando a fonte ProggyCleanTTSZ:

<match target=”font”>
<test name=”family” qual=”any”>
<string>ProggyCleanTTSZ</string>
</test>
<edit mode=”assign” name=”hinting”>
<bool>false</bool>
</edit>
<edit mode=”assign” name=”antialias” >
<bool>false</bool>
</edit>
</match>

O meu arquivo ~/.fonts.conf com algumas fontes já adicionadas pode ser encontrado aqui.

Fontes para Programação II

Continuando o assunto do post anterior, hoje eu consegui fazer alguns ajustes na configuração do FreeType que tornaram possível utilizar não apenas a fonte Consolas, mas também uma série de fontes “pixel-based” (como as ProggyFonts). Para isso é preciso ter uma versão recente do FreeType2 compilado com suporte a BCI, Byte Code Interpreter. No caso do Gentoo basta habilitar a USE Flag “bindist” e recompilar o pacote freetype.

Fontes como Consolas ou ProggyFonts não ficam bem com auto-hinter embutido na FreeType, sendo necessário desabilita-lo para que a BCI seja utilizada. É possível fazer isso editando o arquivo /etc/fonts/local.conf ou ~/.fonts.conf e desabilitando o auto-hinting e deixando o hinting habilitado:

<edit mode="assign" name="hinting" >
<bool>true</bool>
</edit>
<edit mode="assign" name="autohint" >
<bool>false</bool>
</edit>

Isso, por si só, já torna possível usar fontes com a Consolas sem que elas fiquem borradas ou escuras demais. Aqueles que quiserem explorar um pouco mais as configurações de fontes do FreeType, podem começar por aqui.

Fontes para Programação

Depois que a fonte Consolas se tornou ilegível no meu KDE – provavelmente devido a algum problema após a última atualização da freetype – eu tive o trabalho de procurar uma fonte decente para substituí-la. Durante a procura achei algumas coisas interessantes:

Monospaced/Fixed Width Programming Fonts

Programming Fonts

Triskweline

ProggyFonts