Desenvolvimento &Gentoo &Tecnologia 31 Aug 2006 01:04 pm

Gentoo 2006.1, atualização, sub-profiles e gcc 4.1

Embora eu casa eu viva no “bleeding edge”, ~x86 e ~amd64, aqui no trabalho (por razões óbvias) eu sou bastante conservador. Mas, agora que finalmente saiu o 2006.1 já é hora de atualizar a máquina.

[code]Would you like to merge these packages? [Yes/No] Y
>>> starting parallel fetching
>>> Emerging (1 of 59) sys-devel/crossdev-0.9.16 to /
[/code]

Embora ainda não tenha uma documentação oficial sobre isso, os interessados nos sub-profiles para desktop e servidor devem dar uma olhada em /usr/portage/profiles/default-linux/x86/2006.1/server e /usr/portage/profiles/default-linux/x86/2006.1/desktop. Note, porém, que isso ainda não está documentado, então use por sua conta e risco.

Outra novidade dessa versão é que ela vem com o gcc 4.1.1 por padrão. Na época do lançamento da versão 2006.0 eu vi algumas críticas por ela ainda vir com o gcc 3.4.x, enquanto outras distribuições vinham com o gcc 4.0.x. Geralmente o que o pessoal não entende é que a atualização do compilador é algo um pouco mais delicado do que parece, as vezes com quebras na ABI, mudanças na aderência a padrões, etc. Isso acaba quebrando vários pacotes e, obviamente, isso não se resolve da noite para o dia. Outro detalhe importante é que a série 4.0.x do GCC trouxe um nova estrutura de otimização baseada na técnica SSA, assim alterando uma área sensível do(s) compilador(es). A série 4.1.x continua os aperfeiçoamentos na infraestrutura de otimização, embora sejam mudanças menos radicais.

Obs.: a introdução dessas novas funcionalidades no GCC não quer dizer que você deva sair por ai atualização seu make.conf para que ele faça uso delas. Se você fizer isso, é bastante provável que seu sistema quebre tão rápido quanto você acha que ele iria rodar.

One Response to “Gentoo 2006.1, atualização, sub-profiles e gcc 4.1”

  1. on 02 Sep 2006 at 7:54 am 1.Lorn said …

    Interessantes, o 2006.1, mais ja tive minha 1a decepcao com o portage 🙁 o Mysql 5, nao pode ser compilado com Innodb, e o pior ainda o ebuild e estranho, nao tem `./configure` essas coisas, tem umas 10 linhas so, pensei em modificar o ebuild para ter innodb mais nao e mais como antigamente 🙂 vamos ver se eles liberam logo uma versao do Mysql 5 com innodb estou tendo que usar o 4 que mesmo assim por alguma ironia do destino nao esta com o innodb funcionando, hehe

    PS: valeu pela dica sobre o link quebrado, e um bug no meu script que posta coisa do del.icio.us
    PS2: esse cmake eh coisa de doido hein? hehe

    Lorn sem acentos 😀

Trackback This Post | Subscribe to the comments through RSS Feed

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.