Hoje eu descobri que programadores que, assim como eu, tem senso estético em relação a código e se importam em deixa-lo claro, organizado e identado de modo que seja agradável para outros programadores lerem/trabalharem, são adeptos da “Programação Metrosexual” ou então “Programam como garotas“.

Deixe uma resposta