Ao contrário de muitos defensores do open source, eu não costumo ter uma opinião radical sobre a Microsoft e seus produtos. Em geral eu me apego aos aspectos técnicos e práticos e deixo a ladainha de lado. Inclusive eu diria que sou relativamente bem fluente no mundo windows.

Mesmo usando vários produtos da Microsoft, mesmo recomendando-os para diversas situações, existe uma coisa que eu não consigo associar aos produtos dela: qualidade. Meu ponto é que, embora eles resolvam os problemas que se propõem, eles o costumam faze-lo da maneira mais leviana e não-confiável possível.

Eles fazem de tudo para tornar impossível resolver os problemas. Vejam só, pra citar apenas 1 dos problemas que eu tive: meu MSN não para de travar. Poderia ser uma bobagem pra muita gente, mas eu preciso dele para trabalhar. Quando eu vou tentar reinstalar, o instalador verifica que eu já tenho o MSN instalado e não me oferece a opção de reinstalar. Ok, desinstalação manual feita, o que acontece? A instalação falha.

E isso para não citar o boot da máquina, que demora uns 2 a 4 minutos em um laptop Lenovo T61 que é um laptop atual e bastante rápido. Antivirus e antispyware que eu sou obrigado a rodar, caso contrário minha máquina é rápidamente infestada de pragas.

One comment on “Microsoft e a (falta de) “qualidade”

  • Anônimo

    É Otavio, mesmo deixando as ladainhas de lado, uma coisa temos que admitir: A plataforma Windows, da Microsot, possui uma interface amigável e uma série de outros benefícios. Mas, em qualquer outro SO disponível na atualidade, não enfrentamos este tipo de problema inexplicável.

Deixe uma resposta